Está aqui

Dia Internacional da Criança com Cancro

Segunda, 15 Fevereiro, 2021 - 00:00 a 23:45

O Dia Internacional da Criança com Cancro é assinalado a 15 de fevereiro. Foi criado em 2002 pela Childhood Cancer International e tem como objetivo ajudar todas as crianças vítimas de cancro a conseguirem acesso a melhores tratamentos e medicamentos, bem como dar apoio às famílias e amigos.

É, também, intuito tornar o cancro infantil uma prioridade nacional e global de saúde infantil para garantir que existam recursos adequados para atender aos direitos básicos de todas as crianças com cancro, nomeadamente:

  1. Direito ao diagnóstico precoce e adequado;
  2. Direito a aceder aos medicamentos essenciais, que salvam vidas;
  3. Direito a tratamentos médicos adequados e de qualidade;
  4. Direito ao tratamento sem dor e sofrimento.

Todos os anos são diagnosticados, em Portugal, 350 novos casos de cancro em crianças. Os especialistas defendem que o diagnóstico precoce é fundamental, permitindo salvar 8 em cada 10 crianças.

Os tipos de cancros mais frequentes nas crianças são as leucemias (glóbulos brancos), tumores do sistema nervoso central e linfomas (sistema linfático).
No HSEIT decorre, desde 2020, o projeto do “Grupo dos Duros”, que consiste na entrega de uma lembrança a cada criança que termina o seu tratamento oncológico e que, com muita força e perseverança, venceu a batalha contra a doença. A lembrança é uma medalha onde está gravado o nome da criança e, no verso da mesma, a data fim do tratamento e o grupo de sangue. É, desta forma, uma recordação da passagem pelo HSEIT, representando o final de uma experiência sofrida, mas vitoriosa.
O Hospital de Dia Pediátrico do HSEIT destina-se a crianças e adolescentes que necessitam de tratamento ou procedimentos em meio hospitalar, melhorando a qualidade de vida e reduzindo os custos inerentes a um internamento. Paralelamente, permite uma maior aproximação da criança/adolescente à sua família, diminuindo o absentismo escolar que muitas vezes é causa do insucesso escolar destas crianças e jovens, e reduz a ausência ao trabalho por parte dos pais.

Enquanto esperam, pelos tratamentos ou procedimentos, as crianças e jovens podem escolher atividades lúdicas ou pedagógicas, proporcionadas pelas Educadoras de Infância, de modo a reduzir a ansiedade, a facilitar as intervenções clinicas e de enfermagem que a doença exige e, assim, ajudar a passar o tempo. Esta forma de humanização que o HSEIT vem preconizando tem contribuído para uma nova visão sobre tratamentos em hospital de dia, elevando a qualidade dos serviços prestados a estes utentes.

Referências:
Ordem dos Enfermeiros
Santa Maria Saúde
Calendarr

HSEIT - Gab Comunicação e Imagem / DSTI
webmaster@hseit.pt

Encarregado de Protecção de Dados
dpo.hseit@azores.gov.pt

Todos os direitos reservados:
HSEIT, EPER / 2012 - 2020
Ficha Técnica